Empréstimos para trabalhadores autônomos

Quem trabalha por conta própria tem opções de crédito para alavancar os negócios, pagar dívidas ou aumentar seu patrimônio. Saiba mais!

A oferta de crédito para profissionais autônomos e liberais, além de restrita, costumava ser cara e bastante burocrática. Nos últimos anos, no entanto, várias instituições financeiras começaram a oferecer opções com taxas mais atrativas e melhores condições de pagamento para quem trabalha por conta própria, como o empréstimo com imóvel em garantia.

Na hora de contratar um empréstimo, a maioria dos profissionais autônomos esbarra na exigência de comprovação de renda e não consegue obter o dinheiro para quitar dívidas ou até mesmo crescer profissionalmente por estar com o nome negativado na praça.

Neste artigo, vamos detalhar quais são as alternativas de empréstimo para quem não tem registro em carteira, mas possui bens que podem ser oferecidos como garantia à instituição financeira, além dos cuidados necessários antes de assumir esse compromisso.

Como funciona o empréstimo para quem é autônomo?

Um dos critérios mais importantes considerados pelas instituições financeiras na hora de fornecer crédito a qualquer pessoa ou empresa é o risco de inadimplência, isto é, a possibilidade de o tomador não conseguir honrar os pagamentos.

Por isso, diversos bancos e financeiras costumam impor barreiras para emprestar dinheiro para quem não tem carteira assinada, não pode comprovar sua renda ou possui restrições em seu nome nos institutos de proteção ao crédito por conta de uma dívida em aberto.

Mas, apesar de ser mais difícil, o empréstimo para os trabalhadores autônomos não é impossível, muito pelo contrário. Você pode, sim, conseguir dinheiro com taxas mais baixas para quitar dívidas mais caras, como cartão de crédito e cheque especial, além de contar com prazos mais longos para pagar.

Quais as opções de crédito para quem não tem carteira assinada?

Muitos trabalhadores autônomos acreditam que, por não serem empregados CLT de uma empresa, não conseguem comprovar sua renda para obter um empréstimo. Na verdade, se você tem movimentação bancária e bom histórico como pagador, pode usar o seu extrato bancário e o seu perfil de crédito, como o Cadastro Positivo, para pedir um empréstimo com melhores taxas.

Entre as opções de empréstimo para trabalhadores autônomos, podemos citar:

  • empréstimo pessoal;
  • empréstimo com garantia de imóvel;
  • empréstimo com garantia de veículo.

As melhores opções de crédito para quem é autônomo são aquelas em que a pessoa fornece uma garantia para a instituição financeira em caso de inadimplência, como um imóvel ou veículo. Em troca dessa garantia, o banco ou empresa de crédito costuma liberar mais dinheiro do que o empréstimo pessoal, dependendo do valor do bem disponibilizado.

No caso do imóvel, por exemplo, as instituições financeiras podem liberar até 60% do valor da casa, apartamento ou terreno. É preciso lembrar também que esse imóvel deve estar quitado e com a documentação em dia, inclusive IPTU, se aplicável.

Nessa modalidade de crédito os juros são mais baixos e o prazo de pagamento é bem maior, o que permite que o autônomo planeje melhor sua vida financeira e coloque suas contas em dia, caso tenha dívidas a serem quitadas.

Trabalhador autônomo com nome negativado consegue obter empréstimo?

Embora as taxas de juros e a burocracia sejam maiores, a resposta é: sim. Uma das melhores formas de colocar a vida financeira em ordem é trocar dívidas mais caras por dívidas mais baratas e que ofereçam melhores condições de pagamento.

Assim, você consegue se organizar melhor de acordo com o seu fluxo financeiro, evitando que a dívida acabe virando uma bola de neve, principalmente se estivermos falando de cartão de crédito e cheque especial, que cobram os juros mais altos do mercado.

Nessa modalidade de crédito, o trabalhador que não tem carteira assinada pode comprovar sua renda com extratos bancários e imposto de renda, por exemplo. É com base nesses documentos que o banco avaliará quanto pode disponibilizar para você no caso do empréstimo pessoal.

Se você tem um imóvel ou veículo, pode utilizá-los como garantia para diminuir o valor dos juros e alongar o prazo da dívida. O bem, no entanto, precisa estar quitado e com a documentação em dia. Essa é a melhor alternativa para as pessoas que desejam refinanciar seus débitos com mais planejamento e têm uma previsibilidade maior em relação a seus fluxos de pagamento.

Por fim, antes de tomar um empréstimo, fique muito atento a golpes que existem por aí, principalmente de pessoas e empresas que buscam ativamente autônomos negativados através de telefone, e-mail e WhatsApp.

Ao buscar uma linha de crédito de acordo com as suas necessidades, procure sempre uma instituição regular, bem avaliada por outros clientes e que esteja cadastrada junto ao Banco Central.