Como fazer o imposto de renda de forma correta em 2022

Contribuintes, incluindo mei, têm até dia 29 de abril de 2022 para enviar a declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF). O envio fora do prazo gera multa de cujo valor mínimo é de R$ 165,74. 

Siga o passo a passo abaixo para fazer o imposto de renda de forma correta.

Quem precisa declarar Imposto de Renda em 2022

O envio da declaração é obrigatório para alguns casos, como :

  • Pessoas com rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70 em 2021, como MEI que precisou alterar mei.
  • quem exerce atividade rural e teve receita bruta superior a R$ 142.798,50 em 2021. 
  • Aqueles que têm  patrimônio superior a R$ 300 mil. 

Principais mudanças

A declaração de Imposto de Renda deste ano traz algumas mudanças, como:

  • Possibilidade de restituição via pix.
  • Opção de  declaração pré-preenchida.
  • Deduzir Testes de covid-19. 
  • Auxílio emergencial – o valor recebido é tributável, no caso de contribuintes cuja declaração é obrigatória.

Passo a passo para fazer a declaração de Imposto de Renda 2022

A declaração pode ser enviada através de:

  • Aplicativo “Meu Imposto de Renda”, disponível para tablets e celulares, 
  • Programa gerador do imposto de renda para computadores e on-line, 
  • Centro Virtual de Atendimento da Receita Federal, o E-CAC.

Confira o passo a passo para a fazer a declaração via programa:

  1. Baixar o programa
  • Acesse o site da Receita Federal (www.gov.br/receitafederal);
  • clique em “meu Imposto de Renda”;
  • depois clique em “baixar o programa do Imposto de Renda”;
  • No quadro IRPF 2022, clique em “baixar programa”.
  1. Opções de preenchimento

Existem três opções de preenchimento: 

  • Iniciar importando Declaração de 2021;
  • Iniciar Declaração a partir de Pré-Preenchida;
  • Iniciar Declaração em Branco. (Preencha seu CPF e nome na parte inferior do lado direito da tela.)
  1. Identificação do contribuinte

Na tela seguinte,  escolha a opção “Declaração de ajuste anual original” e em seguida, insira suas informações pessoais completas e revise os dados digitados para a declaração não ser enviada com erro.

  1. Informação dos dependentes

Nesta ficha de dependentes, é preciso informar os dados de todos eles. Para isto, clique no botão “Novo” e insira os dados solicitados.

  1. Informar Alimentandos

Preencha esta ficha caso você pague pensão alimentícia por determinação da justiça, seja filho ou ex-companheiro conjugal. Atenção pois quem é  dependente não pode ser alimentando na mesma declaração. 

  1. Rendimentos do trabalho

Informar todos os seus rendimentos tributáveis recebidos de pessoas jurídicas. Clique em “novo” e preencha os dados com base informe de rendimento recebido da empresa onde trabalha ou onde trabalhou no ano anterior

  1. Dinheiro recebido de outra pessoa ou do exterior

Preencha esta ficha se você recebeu valores de outras pessoas ou do exterior. Informe o rendimento no mês correspondente ao recebido no ano anterior.

  1. Rendimentos que são isentos de imposto

Nesta ficha informe todos os rendimentos que não incidem o Imposto de Renda. Basta clicar em “Novo” e procurar cada um deles na tabela e adicionar os dados solicitados na ficha.

  1. Rendimentos sujeitos à tributação exclusiva/definitiva

Informar o recebimento de valores, como rendimentos de aplicações financeiras, juros sobre capital próprio, participação nos lucros ou resultados. Consulte o informe de rendimento para ajudar a preencher os dados.

  1. Rendimentos tributáveis de PJ com exibilidade suspensa

Esta opção é para quem possui uma dívida, que não pode ser cobrada em decorrência de alguma situação, seja parcelamento de débitos ou um processo em andamento, por exemplo. 

Se este for seu caso, informe CPF ou CNPJ, os rendimentos tributáveis e os depósitos judiciais do imposto.

  1. Rendimentos recebidos acumuladamente

Nesta ficha, informe valores recebidos com atraso e depositados de uma só vez. Se não for seu caso, pule para a ficha seguinte.

  1. Imposto pago ou retido na fonte

Esta ficha é preenchida automaticamente pelo programa da Receita Federal, a partir dos dados que você já preencheu.

A parte do Imposto Complementar, deve ser informada por  quem recebe rendimentos de mais de uma fonte pagadora. E quem vive no exterior e tem pagamentos compensados no Brasil deve preencher o campo de imposto pago no exterior pelo titular ou por seus dependentes.

Pagamentos efetuados

Esta ficha é para quem optou por entregar a declaração completa e deseja deduzir seus gastos do Imposto de Renda. É preciso informar os gastos cujas despesas são dedutíveis, feitos no Brasil e no exterior.

  1. Doações

Esta ficha é apenas para quem fez alguma doação no ano anterior. Se for o seu caso, clique em “novo”, escolha o tipo de doação efetuada na opção “código” e preencha os dados solicitados. 

  1. Bens e direitos

Mesmo não sendo deduzidos do Imposto de Renda, você deve declarar todos os seus bens de valor nesta ficha. Isso não altera os valores de imposto a pagar ou a restituir ao final da declaração.

  1. Dívidas e Ônus Reais

Nesta ficha é preciso informar as dívidas feitas em 2021 superior a R$ 5 mil, mesmo que esteja parcelada.

  1. Espólio

Este campo é para quando há espólio em andamento, e é preciso informar os dados do inventariante.

  1. Doações a partidos políticos

Este campo é para quem fez doações a partidos políticos e candidatos a cargos eletivos. Assim, informe o nome do candidato ou partido, valor e CNPJ.

  1. Renda variável

Preencha esta ficha se, em 2021, você fez investimentos que incluem os ganhos com vendas de ações e outros ativos, e operações de fundos de investimento imobiliário. Informe os dados do titular e do dependente, se houver.

  1. Verifique as pendências

Quando terminar de preencher as fichas o programa da Receita Federal permite fazer uma revisão dos dados informados para evitar problemas com a declaração e, assim, cair na malha fina. Então, selecione a ficha “Verificar pendências”.

Envie a declaração

No menu lateral esquerdo do programa, após as verificações, você deve informar  qual o tipo de declaração quer fazer: pelo desconto simplificado de 20% ou pelo modelo completo (gastos dedutíveis). 

O programa apresenta o modelo que cobra menos imposto devido ou que dá o maior valor de restituição. Após escolher a que deseja, clique em “Entregar declaração”.

Se após o envio você identificar alguma informação errada, pode fazer o ajuste através da declaração retificadora

Restituição

As restituições do Imposto de Renda deste ano serão em cinco lotes. Os pagamentos começam em 31 de maio e o último lote  começa a ser pago em 30 de setembro.

Conclusão

Não perca o prazo! Confira se você está entre os casos de obrigatoriedade, e não se esqueça antes de formalizar mei da importância de entender como funciona o regime tributário na sua região. Siga o passo a passo apresentado de como fazer o imposto de renda de forma correta em 2022.