Moda responsável: o que é e sua importância para o planeta

Entenda quais são os impactos da moda responsável no meio ambiente.

Por trás das roupas que compramos, há a fabricação em larga escala e os restos químicos originários desse processo. Nesse contexto, a função da moda sustentável, também conhecida como moda responsável, tem sido contestar esse sistema.

O que é moda responsável?

A moda é uma soma de valores e costumes de um grupo de pessoas traduzida pela forma como se vestem. O conceito de beleza é influenciado por vários fatores que formam predisposições constantemente modificadas, como desfiles de estilistas famosos.

Historicamente, o vestuário se instituiu como uma espécie de condição social para diferenciar as pessoas de acordo com a classe social. Isso ainda acontece atualmente e, quando uma tendência se populariza, rapidamente é trocada por outra. Esse procedimento faz com que haja uma constante fabricação de coleções com datas programadas para se tornarem obsoletas, conhecidas como fast fashion.

As novas coleções são rapidamente espalhadas pela mídia, que atua refletindo e respaldando novas tendências e hábitos de mercado. Desde a fase de produção de tecidos até o abandono de peças usadas, a raça humana tem extraído uma enorme quantidade de recursos naturais não renováveis, degradando e poluindo o meio ambiente sem sequer pensar nos impactos desses atos.

Moda responsável diz respeito a consumir pensando nas consequências que as escolhas podem trazer para o planeta. É uma tendência que se preocupa em utilizar formas que não produzam ou, ao menos, reduzam os impactos ambientais do método de criação dos produtos. Ela nasceu da indispensabilidade de reconsiderar o comportamento da nossa sociedade sob a ótica ecológica.

Como o consumo desenfreado de roupas prejudica o meio ambiente?

O consumismo frenético de roupas tem deixado grandes marcas negativas no planeta. A degradação do meio ambiente e o consumo em larga escala de matéria-prima não renovável são algumas das principais. De acordo com a Environmental Protection Agency (Agência Federal do governo dos EUA encarregada de proteger a saúde humana e o meio ambiente), a indústria têxtil está entre os quatro tipos de indústria que mais utilizam recursos naturais e mais poluem o planeta.

Além disso, esse sistema também estimula a desigualdade sociocultural, uma vez que costuma utilizar empregos informais e sazonais para manter a produção com um custo pequeno. À primeira vista, a preservação ambiental e a moda são conceitos incompatíveis: o primeiro considera a sustentabilidade, durabilidade e reutilização de produtos, enquanto o segundo implica em produtos com ciclos curtos de vida útil.

Apesar disso, há algumas formas mais propícias a mudanças que outras. Os chamados clássicos, por exemplo, possuem designs com maior durabilidade. Ademais, a moda é, especialmente, uma expressão do estilo pessoal de cada pessoa, demonstrando senso ético e criatividade. Por meio da moda você pode apresentar sua individualidade.

Quando você usa a roupa de uma determinada marca, você não apenas adquire a beleza da peça, como também apoia todo seu processo de produção e, ao mesmo tempo, conduz o valor moral da empresa. Se a loja onde você compra suas roupas faz uso de trabalho infantil ou escravo e descarta resquícios químicos nocivos incorretamente no planeta, você está, ainda que indiretamente, alimentando essas práticas.

O que pode ser feito para minimizar os impactos ambientais e sociais na indústria da moda?

Há muitas medidas que podem ser adotadas para reduzir os impactos ambientais e sociais dessa indústria. Uma marca exerce seu posicionamento em vários momentos e processos de decisão, por isso pode optar por investir no modelo de desenvolvimento sustentável.

Durante a confecção de uma roupa, a empresa pode escolher aumentar a vida útil da peça por meio do acabamento, utilizando tecidos que causem um impacto ambiental menor. Além disso, também pode averiguar a origem das matérias-primas, possibilitar boas condições de trabalho e empregar o upcycling (reaproveitamento com criatividade e respeito ao meio ambiente).