Marketing de conteúdo: por que investir?

celular na mão

As potencialidades da internet modificaram as formas de relacionamento entre as pessoas, especialmente, no comportamento de consumidores. Por essa razão, o marketing digital ganhou notoriedade no mundo contemporâneo.

Dessa forma, o marketing passou a ser uma das estratégias mais adotadas pelas empresas que desejam estar presentes no ambiente virtual e atingir um maior número de potenciais clientes.

Só o Brasil tem mais de 126 milhões de usuários de internet, com 74% da população urbana conectada às redes. 

Os números, divulgados em pesquisas, demonstram um crescimento exponencial nas conexões via computadores e dispositivos móveis (smartphones, tablets e celulares).

Com esse cenário, não dá pra ficar de fora da internet. Assim, o marketing digital consiste em toda estratégia de divulgação, criação de identidades e prospecção de clientes por vias online. 

Um dos grandes aliados do marketing digital é o chamado “marketing de conteúdo”, que se afasta da publicidade tradicional e sensacionalista, para oferecer informações relevantes a um determinado público-alvo.

Mas, afinal, o que é marketing de conteúdo?

O marketing de conteúdo nada mais é que uma estratégia de produção de conteúdo, seja ele informativo, explicativo, ou de curiosidades, para um determinado nicho de público, para atração natural e espontânea de leads (potenciais clientes). 

Por exemplo, ao invés de anunciar uma oferta em mobílias para crianças, o marketing de conteúdo cria um material relevante, como dicas de móveis planejados quarto infantil, para que os usuários acessem esse conteúdo e se sintam informados sobre algo, sem a empresa requerer nada em troca.

O marketing de conteúdo tornou-se um dos pilares do Inbound Marketing, técnica do marketing digital que visa a produção de materiais educativos ao usuário. 

O principal objetivo é atrair os clientes de forma voluntária e, desse modo, a empresa ganha visibilidade e notoriedade no mundo virtual.

Quer dizer que o Inbound Marketing é uma estratégia do marketing digital e, dentro dele, está o marketing de conteúdo. 

Pode parecer complexo, mas na verdade, os conceitos se entrelaçam, visto que o Inbound Marketing busca captar o interesse das pessoas de forma não invasiva ou interruptiva, o que pode ser feito com a oferta de conteúdo relevante.

Para ganhar o interesse das pessoas, o marketing de conteúdo tem como base quatro pilares:

  • A atração pelo conteúdo relevante;
  • A conversão dos usuários em leads;
  • A venda do produto e/ou serviço;
  • O encantamento pela fidelização do cliente.

De maneira prática, podemos dizer que as pessoas que pesquisam por um produto, como revestimentos metálicos, buscam mais do que ofertas ou promoções, buscam saber mais sobre o item, seus benefícios, aplicações e diferenciais. 

É aí que entra o marketing de conteúdo, com a produção de materiais que explicitem mais sobre os revestimentos e possam sanar as principais dúvidas dos usuários.

Mas, para consolidar a estratégia, o conteúdo também precisa convencer o usuário, transformando-o em lead. 

Isso ocorre quando o leitor percebe que tem interesse no produto e, consequentemente, entra em contato com a empresa produtora do material, que oferece a mercadoria.

Vale ressaltar que o marketing de conteúdo preza pela transparência de informações. 

Quer dizer que, mesmo procurando por revestimentos, a empresa pode perceber que é mais interessante para o usuário investir em uma cobertura em policarbonato e, desse modo, oferecer essa opção. 

A honestidade faz com que o cliente se sinta respeitado e passe a ser fiel à empresa.

Vale mesmo a pena investir em marketing de conteúdo?

As empresas que focam em estratégias de marketing de conteúdo têm cinco vezes mais taxas de conversão, em relação aos seus concorrentes. 

Além disso, a oferta de material relevante faz com que os blogs tenham 1,2x mais visitas, do que demais websites. 

Por essa razão, mais de 64% dos empreendimentos já adotam a prática do marketing de conteúdo – e essa porcentagem só tende a subir.

Abaixo, separamos algumas das principais vantagens do investimento em marketing de conteúdo, como estratégia no marketing digital.

1 – Aumenta a visibilidade da marca

Uma das consequências da produção de conteúdo relevante e de qualidade é o aumento da visibilidade e a exposição da marca no mundo virtual. 

Com isso, a empresa ganha status de autoridade no assunto, sendo capaz de conquistar e fidelizar os consumidores mais facilmente, pois eles têm segurança em negociar com o seu empreendimento.

No entanto, é indispensável conhecer o nicho de mercado e o público-alvo com quem irá falar. 

Por exemplo, uma empresa de automação comercial tende a fechar negócio com outras empresas, o chamado B2B (Business to Business). 

Portanto, a abordagem dos assuntos deve ser diferente dos estabelecimentos que trabalham diretamente com os consumidores finais, o B2C (Business to Cosumer).

Essas especificações quanto ao público são importantes para a definição da linguagem, dos formatos de conteúdo (texto, vídeo, imagem, etc.) e dos canais de divulgação utilizados. 

Tudo isso irá influenciar diretamente na percepção que os usuários têm do seu negócio, visto que é preciso ofertar conteúdos de qualidade e que atendam os interesses dos leads.

2 – Melhora o ranqueamento nos motores de busca

A posição do website ou blog da sua empresa nos motores de busca, como o Google, está diretamente associada à visibilidade da marca e a autoridade no mundo virtual. 

Isso, porque os sites com melhor ranqueamento, isto é, que aparecem nas melhores posições das ferramentas de busca, tendem a ser melhores vistos pelo público.

O marketing de conteúdo conta com técnicas específicas para que a empresa possa aparecer no Google de forma orgânica, sem grandes investimentos. 

Uma delas é o uso do SEO (Search Engine Optimization), que é a otimização nos mecanismos de busca.

Por meio de palavras-chaves específicas, repetidas em uma determinada quantidade de vezes ao longo dos conteúdos, é possível melhorar o ranqueamento do site ou blog. 

Assim, uma empresa de blindagem, por exemplo, pode usar termos específicos, mas que são populares nos motores de busca. 

Como consequência, ao buscar por um determinado produto e/ou serviço, o usuário pode encontrar o material do seu negócio mais facilmente, através do Google.

3 – Tem um ótimo ROI (Retorno sobre Investimento)

O marketing de conteúdo é uma das estratégias mais econômicas de investimento, em termos financeiros. 

As empresas costumam ter um preço por lead 13% menor, em comparação com o marketing padrão. Além disso, o valor por campanha chega a ser 62% mais barato.

Por esse motivo, o ROI (Retorno sobre Investimento) costuma ser positivo. Mais do que isso, mesmo pequenos empreendimentos, ou uma clínica popular com uma lucratividade não tão alta, podem investir no marketing de conteúdo, devido ao baixo custo.

No entanto, embora o valor seja atrativo, as técnicas de marketing de conteúdo demandam atualizações frequentes. 

Nesse sentido, recomenda-se que os profissionais envolvidos sejam qualificados e busquem se informar sobre as tendências da área, para uma divulgação mais assertiva e objetiva.

4 – Educa o seu público

Muitas vezes, o seu público-alvo não entende muito bem qual é a área de atuação da empresa, ou as finalidades dos produtos que você oferece. 

Um exemplo claro é o serviço de corte a laser, que pode ser requisitado por indústrias de inúmeros segmentos, mas também, por consumidores que desejam um objeto personalizado.

Quando isso ocorre, é preciso educar os usuários, por meio de conteúdos que respondam às dúvidas dos clientes e ensinem tudo o que é necessário saber para influenciar na decisão de compra. 

No exemplo citado anteriormente, o marketing de conteúdo é usado para exemplificar os resultados do corte a laser, além do motivo que faz o serviço ser requisitado.

Ao compreender mais sobre o seu produto e/ou serviço, o usuário pode perceber que tem a necessidade daquilo e, assim, iniciar um relacionamento com a sua empresa. 

Porém, é importante que o conteúdo tenha alta qualidade, para quebrar objeções e aumentar a satisfação dos clientes, pois eles terão consciência do que estão adquirindo.

5 – Impulsiona a geração de leads e aumenta as vendas

A geração de leads, ou seja, a transformação dos usuários em potenciais clientes, é o que irá impulsionar as vendas da empresa. 

Por esse motivo, o marketing de conteúdo visa prospectar um grande número de leitores e atraí-los com informação relevante e de qualidade.

Vale lembrar que a estratégia é a longo prazo. Quer dizer que, ao iniciar o planejamento em marketing de conteúdo, é preciso ter em mente que os resultados virão com o passar do tempo e com a produção periódica de materiais.

Portanto, não basta produzir somente um texto para o seu blog tratando dos benefícios da cobertura abre e fecha

É necessário seduzir os usuários para que eles busquem mais informações sobre o assunto e, com isso, se tornem clientes, concretizando uma venda.

Felizmente, o marketing de conteúdo traz várias possibilidades, como a oferta de e-books e e-mail marketing. 

A consequência é extremamente positiva, pois a sua empresa será vista e lembrada, além de criar um relacionamento próximo e transparente com os clientes.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.