Marketing de guerrilha: como fazer?

Com o mercado competitivo as empresas cada vez mais têm voltado seus olhos para novas estratégias, buscando inovar para conseguir atenção dos consumidores e então, aumentar as vendas dos seus produtos, seja luva de vaqueta, por exemplo, calçados, entre outros.

De fato, o surgimento de novas tecnologias e a mudança no comportamento de compra das pessoas obriga as empresas a manterem-se atualizadas e aplicando novas soluções.

Entretanto, mesmo diante de tantas inovações, olhar para trás pode ser muito valioso e contribuir positivamente na hora de elaborar estratégias. O marketing de guerrilha surgiu no final dos anos 70, mas pode ajudar sua empresa hoje. Quer saber como funciona essa estratégia? Continue a leitura e descubra!

O QUE É MARKETING DE GUERRILHA?

O marketing de guerrilha é um termo criado pelo publicitário americano Jay Conrad Levinson, que no final dos anos 70 desenvolveu técnicas de marketing inspirado pela Guerra do Vietnã.

Mesmo com poder de fogo menor, os vietnamitas conseguiram superar seu adversário utilizando técnicas de guerrilha e o que Levinson fez foi transportar essa linha de pensamento para o marketing.

Com o objetivo de aumentar as vendas e o lucro através do uso de ações incomuns, inovadoras e de baixo custo, o marketing de guerrilha foi pensado inicialmente para empresas pequenas e com poucos recursos para investir em marketing, como poderia ser o caso de uma prestadora de serviços de galvanização a fogo.

Pintar uma faixa de pedestres para imitar as batatas fritas do McDonald’s, balões vermelhos amarrados na saída de esgoto para promover o filme IT, ou até mesmo os famosos caminhões de natal da Coca-Cola são alguns exemplos de ações de marketing de guerrilha que podem ser aplicados por pequenos negócios.

POR QUE INVESTIR NESSA ESTRATÉGIA?

Atualmente há uma grande oferta de produtos e serviços, muitas vezes inclusive bastante semelhantes entre si. O marketing passou a ser mais utilizado e por isso as pessoas são constantemente impactadas por anúncios.

Estes anúncios se transformaram em algo que incomoda, e para conseguir prender a atenção do consumidor é preciso fazer algo muito diferente da maioria. Aí entra o marketing de guerrilha, já que seu principal objetivo é fazer algo inovador e não convencional que impacte quem o vê.

COMO APLICAR O MARKETING DE GUERRILHA?

Para aplicar essa (ou qualquer) estratégia de marketing é preciso conhecer seu público e entender seus desejos e medos, adotar ações que não se desvirtuem das origens e cultura da empresa e sejam originais.

É possível transportar essa estratégia para o mundo digital se aproveitando de assuntos que estejam em alta no momento, como alguma série sobre a qual todos falam. De forma criativa é possível inserir seu produto, como um elevador de carga, por exemplo, no contexto e chamar atenção.

Tome cuidado com as emoções que deseja despertar no seu público-alvo e aposte na interatividade. As pessoas adoram se sentirem parte de algo, portanto, ao realizar ações de marketing digital, busque formas de fazer as pessoas se sentirem participantes, seja por meio de comentários ou compartilhando fotos com seu produto, por exemplo.

É muito importante buscar novas alternativas para melhorar a comunicação e alcance de sua marca, mas tenha em mente que as soluções podem ter sido criadas há décadas e bastam algumas adaptações para que tragam resultados positivos para seu negócio.

Esse artigo foi escrito pela equipe do Soluções Industriais.