Saiba como proteger o seu e-commerce de ataques cibernéticos

Decerto que, hoje em dia, os consumidores optam pela facilidade de comprar produtos na internet. Dentre as diferentes possibilidades, como nas redes sociais e marketplace, os hábitos de compra mais comum são através de e-commerces.

Nesse sentido, é possível considerar a extrema importância para as empresas garantir a proteção do e-commerce dos ataques cibernéticos.

Uma vez que o avanço tecnológico contribui para facilitar o acesso às informações para compra de diferentes produtos, como balança antropométrica, equipamentos, entre outros, os negócios digitais estão sujeitos aos roubos de dados de clientes, além dos dados da empresa.

Logo, pode acarretar grandes transtornos e problemas futuros para ambos. Afinal, ao ser vítima de ciberataques, pode haver alterações no computador mesmo sem autorização, além de monitorá-los.

Para evitar o roubo de senhas e dados pessoais de clientes é preciso seguir ações para proteger o e-commerce de vírus, manipulação de preço e outras informações. Continue a leitura e confira!

A importância em proteger o e-commerce de ciberataques

Já não é mais novidade que as lojas virtuais são essenciais para as empresas que almejam potencializar suas vendas.

Com o avanço da tecnologia, o consumidor pode encontrar facilmente o que procura através de uma simples pesquisa no Google, por exemplo. Um profissional do segmento de construção civil que pode encontrar diferentes produtos para executar suas funções, tais como manta asfáltica para telhado em lojas online.

Mas, ao adquirir produtos nos meios virtuais, o consumidor precisa registrar suas informações pessoais no site para concluir a compra. Logo, o e-commerce deve oferecer segurança aos usuários para evitar qualquer tipo de problema após a compra.

Dessa maneira, um comércio elétrico que não oferece segurança, pode obter má reputação, perder clientes e, além de tudo, obter grandes prejuízos. Veja a seguir como proteger o seu negócio virtual.

Como proteger o seu e-commerce de ataques cibernéticos?

Proteger qual site é fundamental para promover sucesso no mercado, e até mesmo para se destacar em meio à concorrência.

Uma das práticas infalíveis é usar a rede VPN (Virtual Private Network ou Rede Privada Virtual) para manter os dados do e-commerce e os dados dos seus clientes em segurança contra ataques cibernéticos.

Isso é possível devido a tecnologia de rede que utiliza a internet para conectar um grupo de computadores.

Ou seja, permite manter a segurança dos dados que trafegam entre eles, tendo em vista que são criptografados.

Uma empresa que presta serviços de descarte de lixo eletrônico, por exemplo, pode investir na segurança da página com o uso do certificado SSL (Secure Socket Layer), que serve justamente para proteger transferências de dados, transações financeiras por cartão de crédito, além de acessos e outras informações pessoais.

No e-commerce, o certificado SSL é imprescindível, tendo em vista que eles proporcionam segurança aos usuários.

Não só isso, mas os visitantes ficam propícios a realizar a compra com a experiência positiva e se fidelizar. Outras práticas para gerar mais segurança no sites são:

  • Instalar e atualizar constantemente os programas e bibliotecas com as correções disponibilizadas;
  • Restringir o acesso a usuários administradores;
  • Gerar uma política para senhas fortes;
  • Balancear o tráfego para mais de um servidor (objetivo em obter mais disponibilidade;
  • Auditar o código da aplicação;
  • Configurar o site com HTTPS (certificado digital);
  • E outros.

Portanto, garantir a proteção e segurança no e-commerce é possível e é mais do que necessário para garantir sucesso nas vendas.

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe!

Este artigo foi escrito pela equipe do Soluções Industriais.