Qual é a porcentagem ideal para investir em criptomoedas?

O mercado de criptomoedas está cada vez mais no conhecimento popular das pessoas. Hoje temos bancos que aceitam pagamentos em criptomoedas, figuras públicas e empresas grandes como a Tesla, que tem lucrado com a compra e venda de moedas digitais.

Isso tudo é bem diferente de como as coisas eram há alguns poucos anos atrás. Quando o mundo das criptomoedas surgiu, muitos achavam que seria algo temporário, algo que acabaria tão rápido quanto começou.

Outros julgaram ser um mar propício para charlatões navegarem, já que o que mais se via eram promessas de lucros absurdos e do famoso “dinheiro fácil”. E não é que essas pessoas mal intencionadas não existissem na época ou mesmo hoje me dia, mas no fim esse mundo se mostrou bem mais que isso, e foi se consolidando cada vez mais até chegar ao ponto que estamos hoje, em que ele claramente é um mercado lucrativo se você tiver uma noção básica do que está fazendo.

Mas saber o que fazer dentro do mercado de criptomoedas pode não ser a coisa mais fácil do mundo. Principalmente quando se está começando a sua atuação na área, ainda conhecendo as moedas disponíveis e os lugares onde você pode comprar. 

São muitas coisas para se considerar antes de fazer o seu primeiro investimento, mas assim que você escolhe a moeda, a plataforma e quanto você tem condições de investir, a pergunta que fica é: qual é a porcentagem ideal para se investir?

Uma pergunta que é mais intuitivamente respondida quando estamos falando sobre o mercado de ações básico, mas que pode diferir quando estamos falando de algo mais jovem e que se comporta de uma forma bem mais específica.

E para te dar uma ajuda nessa questão e para que você possa começar a investir logo, hoje vamos ajudar a descobrir qual é a porcentagem ideal para investir em criptomoedas.

Explicando melhor o mercado

Como dissemos antes, hoje o mundo das criptomoedas não é mais um local para jovens investidores se aventurarem, é algo sério, e que junto com o blockchain acabou mudando muito a forma de fazer negócios, e não estamos falando apenas de moedas digitais, hoje até o mercado imobiliário está nesse meio, com um mercado imobiliário tokenizado.

Com isso em mente temos logo de cara que levar em consideração algo importante; não existe apenas uma criptomoeda. A bitcoin é de longe a mais popular, e todo mundo que quer começar no mundo das moedas digitais acaba ficando deslumbrado com o Bitcoin, desde sua história até seus números, que de fato são muito tentadores.

Mas é muito importante ter em mente que apesar dele ser o mais popular ele está longe de ser o único, então na hora de se refletir qual é a porcentagem certa para se investir, você precisa levar em consideração que isso vai variar de moeda para moeda.

Cada uma tem a sua volatilidade própria, valoriza em valores diferentes e por conta disso vai ter riscos diferentes, e claro que os riscos devem ser colocados na mesa quando você vai definir o quanto estão dispostos a investir.

Entenda as porcentagens

Dito isso, vamos supor que você vai realmente seguir em frente com o bom e velho bitcoin. Nesse caso, você pode se assustar um pouco na hora de ver quanto um bitcoin vale, afinal, não é sempre que você tem 145 mil reais para investir, uma vez que apenas uma dessa moeda vale um pouco mais que isso.

Porém, você pode não saber, mas você não precisa comprar um bitcoin inteiro. Você pode começar apenas uma fração de uma moeda, e conseguir obter lucro com isso. Essa é uma prática bem comum, e se você trabalhar com a corretora certa, você vai conseguir investimentos iniciando em 50 reais. 

Isso porque um bitcoin é divisível em até 100 milhões de partes, e cada uma dessas partes é chamada de satoshis, uma clara homenagem ao homem que descobriu essa tecnologia.

Mas afinal, qual é a porcentagem ideal para se investir? A resposta é que isso está ligado diretamente ao risco que você quer correr. As corretoras têm sempre o valor mínimo que elas exigem, então vamos supor que você queria começar com o valor mais baixo possível, por questão de segurança, você pode começar com o valor mínimo exigido pela corretora.

Vale lembrar quanto menos você investe menos margem para lucro você tem, mas em um mercado com alta volatilidade, começar investindo bairro, mesmo com o lucro baixo, pode ser uma maneira segura de começar, o que você deve fazer é seguir estudando a moeda que você está investindo, para que você saiba os momentos de fazer investimentos de porcentagem maior, para que as suas ações sejam sempre as mais seguras possíveis, mas até lá, não há vergonha em investir de forma segura.