Tendências no ciclismo para os próximos anos

Você sabe quais são as tendências no ciclismo para os próximos anos? Se não sabe, então é hora de começar a aprender. Afinal de contas, entender o que acontecerá no curto, médio e longo prazo permite que você possa se adaptar adequadamente aos próximos cenários e sempre ter um ponto de vantagem em relação aos outros, seja você um consumidor e praticamente do ciclismo, seja você um empreendedor na área.

O fato é que as bicicletas têm tudo para se popularizar bastante nos próximos anos e ganhar uma importância significativa em nossa sociedade. Ainda que haja muita resistência de certos segmentos da população, seu movimento de penetração em estratos sociais é praticamente imparável neste momento e é questão de tempo até que a maioria da população use a bicicleta no dia a dia.

Quer saber como isso impactará nossas vidas e quais as tendências no ciclismo para os próximos anos? Então siga a leitura do artigo abaixo!

4 tendências no ciclismo para os próximos anos

1. Mais gente de bicicleta

Um fato é inescapável: no futuro próximo, veremos cada vez mais pessoas usando bicicletas. Isso por dois motivos simples: o primeiro é que as bikes estão na moda e permanecerão assim por algum tempo e o segundo é que existem muitos usos para elas.

Haverá o pessoal que quer perder peso pedalando e vai usar bicicletas todos os dias ou em dias específicos da semana dentro de um regime de treinamento. Há quem vá usá-las para ir ao trabalho, poluindo menos e fazendo o seu exercício da semana ali.

Existem aqueles que adotarão as bicicletas como estilo de vida, viajando e praticando esportes com elas. Enquanto outros não terão outra opção para se locomover pela cidade além das bikes.

Sejam as bicicletas de uso indoor, sejam aquelas de uso outdoor, elétricas ou não, de esporte ou não, as bicicletas vão se popularizar muito mais nos próximos anos e estarão em todos os lugares, especialmente em grandes centros urbanos.

2. Wearables para bikes

Conforme as bicicletas se popularizam e alcançam um nível de usabilidade não visto no passado, empresas de todos os tipos entram no mercado para aproveitar esse crescimento. Isso significa que muitas startups e empresas de tecnologia produzirão itens wearables para estarem nas bicicletas e trazerem vantagens específicas para os ciclistas.

Por exemplo, existem empresas que trabalharam no desenvolvimento de um airbag para bicicletas. Basta comprá-lo e instalá-lo na sua bike e, quando ele detectar algum tipo de anormalidade que indique uma queda, ele é ativado e ajuda a proteger o ciclista de maneira significativa.

Existem também aparelhos de GPS para bicicletas, rastreadores fitness (que medem a sua velocidade, calorias gastas e mais) além de outros recursos que podem ser instalados ou desinstalados da sua bike e trazem diversas vantagens para o ciclista.

3. Bicicletas dobráveis para o dia a dia

As bicicletas dobráveis são mais frágeis e leves, mas são incrivelmente convenientes. Por isso, é muito provável que elas se popularizem nos próximos anos, especialmente entre o público que quer usá-la no dia a dia para ir e voltar do trabalho ou de outros compromissos.

Ir de bicicleta para o trabalho tem tudo para se tornar uma grande tendência em cidades adaptadas para isso e cujo trânsito não seja incrivelmente hostil. Existem muitas razões que explicam isso, desde a economia de combustível (especialmente com a gasolina a R$7) até a preocupação com o meio ambiente e com a saúde (a OMS recomenda 300 minutos por semana de exercício moderado e ir de bicicleta para o trabalho pode corresponder a isso ou quase).

O que faz das bicicletas dobráveis tão vantajosas é que elas são muito fáceis de guardar no local de trabalho e em casa, ocupando muito pouco espaço e permitindo que as pessoas tenham mais conveniência em seu uso.

4. Maior foco em estética

Por fim, uma das tendências de ciclismo para os próximos anos é um maior foco na estética da coisa. Atualmente, a estética de bicicletas, equipamentos para ciclistas e outros elementos é muito focada em segurança: são cores chamativas, neons, para chamar a atenção dos motoristas e precaver acidentes.

No entanto, conforme as bicicletas se tornam mais comuns, haverá maior preocupação em criar peças e modelos mais bonitos esteticamente, com mais atrativos em termos de design, cores e materiais, satisfazendo maiores públicos.

Pronto! Essas são as principais tendências no ciclismo para os próximos anos. Como deu para ver, no curto prazo, teremos muito mais pessoas adotando as bicicletas e passando a usá-las no dia a dia por diversas razões. No médio prazo, é provável que isso se reverta em mais impacto das bikes no estilo de vida das pessoas, incluindo viagens de bicicleta em longa distância e mais pessoas praticando ciclismo esportivo.

E aí, gostou do que vem por aí? Deixe um comentário com a sua opinião abaixo!